Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Clarabóia

Clarabóia

27.03.21

Tribes of Europa


Raquel Patrício

tribescritica.jpg

Uma das mais recentes apostas da Netflix é a série Tribes of Europa, uma produção alemã dos meus produtores de Dark - um sucesso da Netflix. Para além dos produtores, também o famoso Ulrich (Oliver Masucci) entra na série, neste caso como Moses, uma personagem caricata e divertida. 

A série decorre em 2074, 45 anos depois do apocalipse. Neste universo, em 2029, ocorreu um apagão global - toda a tecnologia deixa de funcionar. Deixa de existir eletricidade e o mundo como o conhecemos desaparece. Este acontecimento causa tal discórdia que o provoca o colapso das grandes potências mundiais. Com o passar dos anos, os sobreviventes vão-se aglomerando em tribos, de acordo com as suas idealogias e princípios. 

Em 2074, conhecemos a tribo dos Origines que tem três personagens muito importantes: Liv, Kiano e Elja, três irmãos filhos dos criadores desta tribo. A sua filosofia consiste em reconectarem-se com a natureza, promovem a bondade e a entre-ajuda. Num dia em que os três irmãos estavam a caçar, uma nave despenha-se. Esta nave pertence aos Atlantians, a única civilização que conseguiu dominar a tecnologia. Ninguém sabe quem são, nem onde se localizam. Os três irmãos decidem levar o piloto para a sua aldeia para tentarem salvá-lo. Contudo, outras tribos maiores e mais ambiciosas, como os Crows, também descobrem a nave e procuram o piloto, pois querem roubar a tecnologia dos Atlantians. Os Crows são perigosos e gananciosos. Matam quase toda a gente dos Origines porque querem recuperar um cubo, que está com o piloto. 

Nos restantes episódios da série, seguimos o destino dos três irmãos, que se separaram nesse dia fatídico. Cada um tem a sua missão e procuram a sobrevivência. 

A série é bastante pequena, tem apenas 6 episódios, e termina com muitas questões em aberto. Por esse motivo, acredito que existirá uma segunda temporada, pelo menos, para continuar esta fantástica aventura. Gostei bastante da série, das personagens e do enredo. A história é empolgante e prende-nos logo ao ecrã. Porém, gostava de ter visto mais a acontecer nesta temporada, achei que 6 episódios foi muito pouco! Além disso, gostava que a questão do apocalipse tivesse sido mais bem explorada. 

Avaliação: 7/10