Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Clarabóia

Clarabóia

13.04.21

Só o Amor é Real | Dr. Brian Weiss


Raquel Patrício

IMG_2703.jpg

Um livro sob o qual tinha zero expetativas e que acabou por me surpreender imenso! Por vezes, gosto de ler mais sobre a área do desenvolvimento pessoal, acho que são experiências que nos enriquecem e nos acrescentam sempre algo de bom. 

"Só o Amor é Real" é um desses livros, mas com muito mais. Dr. Brian Weiss é um psicólogo que usa nas suas consultas a terapia por regressão a vidas passadas. O autor já tem vários livros sobre estes temas, sendo o mais famoso "Muitas Vidas, Muitos Mestres", alegando conseguir imensos resultados positivos com o seu trabalho. Neste livro em concreto, o autor mostra-nos como existem certas almas que se encontram continuamente, ao longo de todas as vidas que percorrem. São, assim, almas gémeas. Quando os seus pacientes estão a regredir a outras vidas conseguem, quase sempre, identificar pessoas com quem lidam nas suas vidas atuais. Isto porque existe uma ramificação de almas com maior proximidade que acabam por estabelecer relações mais intensas. 

Os encontros variam em duração - cinco minutos, uma hora, um dia, um mês, uma década ou mais - e é assim que as almas se ligam. As relações não se medem por tempo, mas por lições aprendidas.

Neste livro, Dr. Brian conta-nos a história de dois pacientes seus que eram almas gémeas mas que ainda não se tinham conhecido na sua vida atual. O Dr. Brian conseguiu estabelecer essa ligação porque ambos descreveram várias vidas passadas iguais, com os mesmos pormenores, os mesmos acontecimentos nos mesmos locais. Nesta vida atual, estes dois pacientes viviam frustrados porque ainda não tinham encontrado o amor. Só tinham relações passageiras, sem grande significado. Quando o autor percebeu esta ligação, questionou os limites éticos da sua ação para interferir. Decidiu não falar com os pacientes sobre as suas descobertas e começou a agendar as consultas de ambos sequencialmente, para que se pudessem encontrar na sala de espera. Porém, esta sua tentativa não deu em nada. Umas semanas mais tarde, reencontram-se no aeroporto e inevitavelmente começam a falar. Estão juntos desde então!

O destino dita o encontro entre almas gémeas. Encontrá-las-emos. Mas o que decidimos fazer após esse encontro cai no campo da livre escolha. Uma escolha errada ou uma oportunidade desperdiçada pode conduzir a incrível solidão e sofrimento. A escolha certa, uma oportunidade realizada, pode levar-nos a um profundo estado de bietude e felicidade.

Gostei imenso deste livro! Talvez nem toda a gente goste, porque se forem céticos relativamente ao tema, vai ser muito difícil acreditarem na essência do que o livro transmite. Porém, acho que vale mesmo a pena ler. A história, para mim, foi fascinante e o livro tem citações maravilhosas sobre a vida e o amor.

Avaliação: 8,5/10

4 comentários

Comentar post