Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Clarabóia

Clarabóia

01.05.21

Mank (2020)


Raquel Patrício

mank-1.png

Mank: um filme que pretende ser uma ode ao cinema, homenageando um grande escritor Herman Mankiewicz, acompanhando o processo de escrita do seu famoso filme, "Cidadão Kane", que lhe valeu um Óscar. 

Este filme tem tudo para dar certo: realizado por David Fincher, conta com um elenco de luxo. Gary Oldman, no papel de Mank é acompanhado por Amanda Seyfreid e Lily Collins, entre outras estrelas. Na vida real, Herman Mankiewicz venceu o Óscar para o filme "Cidadão Kane" em conjunto com Orson Welles pois, supostamente, ambos foram co-autores do filme. Porém, no filme, vemos esta ideia ser contraposta - em nenhum momento, Orson Welles participa na escrita do filme. Mank consegue fazê-lo sozinho, em apenas dois meses. 

A história do filme é, teoricamente, simples. Acompanhar o processo de escrita deste filme, enquanto, através de flashbacks, vemos o percurso de Mank e os eventos que o levaram àquele momento. É um filme de época, que retrata bem como era a indústria cinematográfica da altura, o clima político vivido, assim como o estabelecimento de relações de poder para se trinfuar.

O filme está recheado de diálogos riquíssimos. Apresenta-nos cenas carregadas de emoção, muito intensas. É um filme muito bem realizado, com um ritmo que respeita a história. Reconheço que existem pormenores que, com toda a certeza, me escaparam. É o aspeto menos positivo, na minha opinião: o facto de ser uma história tao específica e que está carregada de detalhes e pormenores culturais que, para a maioria das pessoas, irá escapar. O que provavelmente faz com que muita gente não aprecie o filme na sua totalidade. 

Avaliação: 7/10

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.